Kindernothilfe Kindernothilfe e.V. Kindernothilfe e.V.

Brasil: Um pouco de infância para crianças portadoras de deficiências

Um pouco de infância para crianças portadoras de deficiências

Ir à escola, fazer estripulias, brincar com outras crianças da mesma idade ou cantar - isto tudo faz parte da infância. O que parece ser tão natural e evidente, com freqüência, é impossível para crianças portadoras de deficiência. Um exemplo disso é a vida muito difícil que elas levam nos bairros pobres de Recife, no Brasil. É comum em muitas regiões pobres, que os pais dessas crianças se envergonham delas e as escondam. Desde 1988, os pais de crianças portadoras de deficiências se engajam no Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (CERVAC). Com a ajuda da Kindernothilfe, muitas crianças e adolescentes portadores de deficiência recebem o apoio necessário para o seu desenvolvimento. Para a ampliação das instalações, precisa-se urgentemente de doações.

12209_205x238_866x1007_64x145Foto: Schübelin 
Situação local
A cidade de Recife está situada no nordeste brasileiro. Dois milhões de habitantes vivem nessa metrópole. A pobreza rege nas mais de 300 favelas dos bairros pobres, nas quais não existe sistema de canalização de água e esgoto e o lixo simplesmente é jogado em volta dos barracos pobres. Essas condições são propícias para a proliferação rápida de parasitas e doenças. 50% dos moradores estão desempregados e mesmo que tivessem um emprego, não ganhariam o suficiente para sobreviver. Muitas crianças abandonam as escolas sem um diploma escolar. O ensino público é de péssima qualidade e as classes geralmente estão superlotadas. Crianças e adolescentes portadores de deficiências têm mais dificuldades em aprender e a se desenvolverem sob essas condições. Infelizmente, existem pouquíssimas escolas especializadas para o ensino de crianças e adolescentes portadores de deficiência. Muitos pais se envergonham de seus filhos devido à falta de conhecimento e informação, acabam se deixando influenciar por comentários maldosos como "criança deficiente é um castigo de Deus" e os escondem em casa.

O Projeto (Nr˚. 94621/AC/12)
Em 1988, pais engajados fundaram o Centro de Reabilitação e Valorização da Criança - CERVAC, localizado no bairro pobre do Morro da Conceição,,na periferia noroeste de Recife. Com o grande empenho dos pais e o apoio da Kindernothilfe, o CERVAC dirige hoje uma instituição que atende a 250 crianças. No centro, existem sete salas de atendimento médico, um refeitório, uma cozinha, duas salas de aula, duas piscinas para atividades terapêuticas, duas salas de espera, uma sala para a realização de tarefas escolares e dois escritórios. Juntamente com os funcionários que trabalham em sistema integral e de meio-período, mais de 30 mães atuam regularmente como voluntárias no processo de reabilitação de seus filhos.

Thema: Kindernothilfe - Recife Brasil - CervacFoto: Studnar 
As crianças e os adolescentes são portadores de deficiências físicas e mentais de diversos tipos. No CERVAC, cada criança recebe o atendimento necessário através de pessoal especializado para que ela continue a se desenvolver. Terapias direcionadas e apoio individual contribuem para que as crianças sejam incentivadas adequadamente. Graças a esse apoio, um terço das crianças freqüenta o ensino regular. O CERVAC especializa professores que facilitam a integração de crianças portadoras de deficiências à sociedade.

Um fator importante no trabalho do CERVAC é: as crianças são apoiadas no próprio meio em que vivem. As famílias aprendem a conviver com a deficiência de seus filhos, e, sobretudo, participam freqüentemente das atividades fisioterapêuticas, aprendem como efetuar a seqüência de exercícios e as técnicas mais importantes para poderem aplicá-los também em casa. Nas palestras ministradas pelos funcionários do CERVAC, os moradores das favelas são esclarecidos e informados sobre os riscos à saúde. Outro público-alvo das palestras são as gestantes. Elas são informadas de forma direcionada sobre os riscos e são acompanhadas durante e/ou além do período de gestação.

Além do mais, o CERVAC se dirige à mídia para lutar em favor dos direitos das crianças. Entre outras atividades de divulgação do seu trabalho, os funcionários organizam, uma vez por ano, um grande evento do qual participam cerca de 2.000 pessoas. Crianças e adolescentes se apresentam com a orquestra do centro, que já alcançou um determinado grau de proeminência em Recife, e são conhecidos em suas apresentações pelo nome Força Especial.

 

 

Se recebermos mais donativos que o projeto acima mencionado necessita, usaremos os mesmos para projetos semelhantes.


Copyright © 2014 Kindernothilfe e.V.
Todos os direitos reservados. Impresso/Disclaimer.