Kindernothilfe Kindernothilfe e.V. Kindernothilfe e.V.

Crianças em situação de rua

Vivendo em perigo constante

Sujeitos à exploração e à violência, ao abuso e com uma alimentação precária, sem atenção, carinho e educação, é assim que vivem meninos e meninas em situação de rua, ou seja, sem proteção nenhuma. Além disso, são discriminados e rotulados como criminosos. A maioria das crianças que vivem em situação de rua tem um passado marcado pela violência e pelo desamparo. A Kindernothilfe apóia projetos, onde essas crianças possam retornar à normalidade de uma vida digna.

Straßenkind schnüffelt SchusterleimFoto: Christoph Engel 

Visível e, ao mesmo tempo, invisível: dados de difícil averiguação
Visível e, ao mesmo tempo, invisível: os dados são de difícil averiguação
O termo "meninos de rua" descreve três grupos diferentes de meninas e meninos:

Cerca de 80 milhões de crianças fazem parte do último grupo. Muitos deles vivem em grandes cidades da América Latina. Os mais jovens têm apenas cinco anos de idade. O número de crianças que vivem sob estas condições, é muito difícil de ser estimado, no entanto, especialistas advertem que a tendência é a de aumentar. Dentro em breve, um em cada seis habitantes de uma cidade terá menos de 18 anos de idade.

Straßenkinder bei dem Praca RepublicaFoto: Christoph Engel 

Luta pela sobrevivência
São inúmeros os motivos, pelos quais uma criança acaba indo parar nas ruas. Estes são alguns deles: o falecimento dos pais, a violência dentro da família ou o abuso, o trabalho pesado para contribuir no sustento da família ou a falta de alimentação. Nas ruas, as crianças vivem à mercê de toda espécie de perigo. Meninos e meninas são obrigados a se prostituirem, são estuprados, e, por fim, meninas engravidam contra a sua vontade. Droga, fome e doenças comprometem a vida de crianças e jovens.

FSCE Dire DawaFoto: Edith Gießler 
O que a Kindernothilfe tem feito?
Nos projetos elaborados para meninos e meninas em situação de rua, os estabelecimentos não são só organizados para acolher jovens que, por um motivo ou outro, a rua tenha se tornado o seu lar, mas também exercem uma função educativa onde os parceiros locais e seus funcionários se engajam, fazendo valer os direitos de meninas e meninos. Além do mais, os parceiros locais denunciam atos de violência de policiais ou grupos de extermínio, sensibilizam e conscientizam a população, abordando dentro da sociedade assuntos como a violência, os valores humanos e o comportamento social.

O ensino básico e o ensino profissional constituem a base do trabalho diário dos projetos. Juntamente com os funcionários, as crianças trabalham o seu passado, traumas e relacionamentos familiares deteriorados. Através de grupo de teatros, as meninas e os meninos começam a ter, paulatinamente, contato com a vida pública e vão perdendo o medo de se relacionarem com outras pessoas.

O objetivo do trabalho e da assistência social de rua, é o de ajudar qualquer criança que acaba de iniciar a vida nas ruas. Os funcionários dos parceiros da Kindernothilfe esclarecem e informam as crianças sobre os riscos de contaminação com doenças e procuram protegê-las da violência e do abuso.



Copyright © 2014 Kindernothilfe e.V.
Todos os direitos reservados. Impresso/Disclaimer.